Geral 24/03/2017 - 17:37 - Suellen Lustosa

Novas etapas do Plano de Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado são definidas

Responsáveis pelo ZEE no estado discutem  as diretrizes técnicas e gerenciais Responsáveis pelo ZEE no estado discutem as diretrizes técnicas e gerenciais - Elcio Dias
Agenda de trabalho  contará com a realização de oficinas e reuniões técnicas Agenda de trabalho contará com a realização de oficinas e reuniões técnicas - Elcio Dias

A Secretaria Estadual do Planejamento e Orçamento (Seplan), realizou nos dia 22 e 23 de março, reunião para discutir as diretrizes técnicas e gerenciais, bem como, traçar novas etapas de elaboração do Plano de Zoneamento Ecológico-Econômico do Tocantins.

Durante a reunião que contou com a participação dos representantes do consórcio formado pelas empresas Senografia Ltda, Detzel Consultores Associados S/S EPP e Hardt Planejamento e Consultoria Ltda, foi apresentado os resultados obtidos até o momento, destacando-se a identificação das organizações sociais formais com atuação no Tocantins, compartimentação das unidades de paisagem, sistematização de aspecto físicos, bióticos e sociais do território tocantinense e desenvolvimento do estado.

Também foi discutida agenda de trabalho que contará com a realização de oficinas e reuniões técnicas que terão o objetivo de informar e envolver a sociedade civil organizada no processo de construção do Plano de ZEE do Estado do Tocantins.

De acordo com Rodrigo Sabino, o responsável técnico pela condução do ZEE na Seplan, estas oficinas servirão para apresentar aos municípios e discutir com a população a proposta preliminar do zoneamento. ““Com o ZEE o  estado assim como os municípios  poderão aplicar os investimentos e esforços de acordo com as potencialidades do território, que é o elemento central para o planejamento, tanto pelo governo quanto pela iniciativa privada”, afirmou  Rodrigo.
 
O que é Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE)

De acordo com a lei N.º 6.938 que institui a Política Nacional de Meio Ambiente, o ZEE é um instrumento de planejamento do uso do solo e gestão ambiental que consiste na delimitação de zonas ambientais e atribuição de usos e atividades compatíveis segundo as características (potencialidades e restrições) de cada uma delas, visando o uso sustentável dos recursos naturais e o equilíbrio dos ecossistemas existentes.

Os trabalhos de atualização e extensão do ZEE no Tocantins iniciaram em 2015, com previsão de entrega de 19 produtos, desenvolvidos por meio do Contrato nº11/2015, no âmbito do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), financiado pelo Banco Mundial.

Compartilhe esta notícia